Com o objetivo de debater a questão da incorporação de novas tecnologias no rol da ANS e o projeto junta médica, a Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) em conjunto com a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) promoveu uma oficina de trabalho no dia 21 de março, durante a realização do XIX Congresso Brasileiro de Cirurgia Espinhal, em São Paulo.

Na oportunidade, o Dr. Wuilker Knoner Campos, da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia esclareceu sobre o andamento do trabalho da força-tarefa SBN/SBC para a incorporação de novas tecnologias no rol da ANS 2020 e apresentou uma estratégia de trabalho, que inclui a elaboração de propostas de incorporação de novas tecnologias e a revisão de códigos.

O assessor jurídico da SBC/SBN, Sérgio Pittelli, traçou um perfil das leis que regulamentam as juntas médicas de desempate. O advogado trouxe para o debate as contradições da legislação, limitações e perspectivas, a partir da regulamentação da telemedicina.

O presidente da SBC, Aluizio Arantes, destacou a importância do encontro e o bom número de peritos médicos e de participantes interessados no debate referente ao projeto junta médica terceira opinião SBC/SBN.

A oficina foi muito positiva. Houve consenso sobre a necessidade de trabalharmos em defesa da junta médica presencial”, afirmou Arantes.

Agradecimento


A SBC agradece o XIX Congresso Brasileiro de Cirurgia Espinhal pelo apoiorecebido dos seus organizadores, que promovem um evento de alto nível na difusão dos procedimentos de cirurgia da coluna.

Estivemos presentes com um estande institucional, ocasião em que a SBC teve a oportunidade de divulgar a sua atuação e o CBC 2019.

A SBC divulgou a sua atuação e promoveu a divulgação do XVII Congresso
Brasileiro de Coluna (CBC 2019).